top of page

1° Dia - A NEVE SOBRE NÓS

Eu sabia que era minha função cuidar desse diário, mas fiquei o dia todo sem encontrar palavras que parecessem cabíveis pro que estamos fazendo. Olhando pra Lua, busco uma inspiração quase divina.

Sabe, escrever aqui me lembra dos diários de menina. Aqueles com folhas coloridas, canetas que têm cheiro e coisa do tipo. Talvez algo assim traga uma certa inspiração?

Vamos tentar...

Eu sou a Luiza e trabalho na cozinha comunitária de Nova Lima. Saí de viagem com meus amigos Lucas, Matheus e Joana. Nosso trabalho é documentar tudo que vemos pelo caminho, numa tentativa desesperada de descobrir como está o mundo depois dos dez últimos anos.

A vida mudou muito rápido, fomos obrigados a nos adaptar. A neve sobre nós nunca foi capaz de nos deixar esquecer da vida que deixamos para trás, dos amigos que perdemos, dos sonhos que abandonamos.

Para piorar a situação, a cidade está cada vez mais caótica. Pessoas morrem todos os dias, doentes são forçados a trabalhar e a comida precisa ser racionada constantemente... Dizem que o nosso papel é dar uma esperança para as pessoas, mas eu mesma não sei se seremos capazes de mudar o rumo das coisas.

Bem, esse é o nosso primeiro dia de viagem e, até então, tudo parece levemente tranquilo. As roupas estão servindo, a janta estava quente e o destino parece promissor. Será que a Universidade do Estado mudou tanto desde a última vez?

Acho que descobriremos daqui algum tempo. Boa sorte para nós.

 

O que é A Neve Sobre Nós?


Imagem: The Snowpiercer

A Neve Sobre Nós é um RPG sobre uma sociedade que está tentando se reerguer diante de um apocalipse glacial, um gênero também conhecido como frostpunk. Aqui, pequenos grupos foram formados para realizar expedições, tendo a responsabilidade de documentar tudo o que foi visto, já que não temos certeza do que existe "lá fora".

O motivo? Há dez anos, a Nevasca chegou para transformar o mundo que vivemos, arrastando tudo o que existe para sua imensidão congelada. Tudo o que temos são algumas suposições das memórias que cultivamos e, agora, precisamos de um conhecimento concreto para sobreviver - ou todas as pessoas da cidade morrerão.

Esse é um jogo sobre cultivar a esperança para manter uma comunidade unida, mesmo quando as situações são catastróficas. Escreva tudo que for importante e trabalhe em equipe, talvez assim você saia vivo dessa.
 

O que podemos esperar das regras?


Imagem: West Studio, concepts para The Long Dark

Esse é um jogo que possui algumas camadas de regras importantes para atingir o seu propósito e, durante a revisão desse texto, o editor pediu para não contar todos os detalhes (quem sabe numa próxima?). Então, vamos para algumas poucas informações:


  • Regras de Viagem que interagem com o Mapa do Mundo, levando em consideração a ambientação hostil;

  • Criação de Personagem bastante personalizável, procura enfatizar a melancolia que a Nevasca trouxe;

  • Gerenciamento de recursos, possibilitando estratégias diferentes para lidar com os obstáculos no meio do caminho;

  • Uma parte dedicada ao Diário (minha favorita!!), levando em consideração todas as suas interações com o restante do jogo, já que ele é um dos pilares principais desse RPG.


O Diário será o único registro concreto do mundo. Ao retornarem para a cidade, essa será a informação que a população terá acesso... Que impactos isso pode causar?
 

E quem é a autora?

Meu nome é Luiza, mas geralmente sou conhecida por "Luluzinha". Tenho 23 anos e sou formada em Letras - Português, na Universidade Federal de Santa Catarina.

Trabalho como criadora de conteúdo de RPG desde 2020 e, em 2022, comecei a atuar como autora no meu primeiro projeto: Solaria. Desde então, publiquei sistemas de bolso, escrevi aventuras, cenários e revisei algumas obras por aí.









Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page