top of page

O RPG e a construção de competências sociais

Jogo de Interpretação de Papéis, o famoso RPG, é um entretenimento maravilhoso. Nele você


Ele também ensina habilidades importantes que usamos na nossa vida diária e não somente dentro dos cenários que nossos personagens vivem. Abordaremos aqui como podemos construir melhores Competências Sociais utilizando o RPG como um meio para tal. As Competências Sociais são habilidades que permitem as pessoas se relacionarem umas com as outras de maneira eficaz e saudável. Essas habilidades podem incluir a capacidade de se comunicar de maneira clara e assertiva, ouvir ativamente, cooperar com os outros e trabalhar em equipe, resolver conflitos de maneira construtiva, mostrar compreensão pelos sentimentos dos outros e se adaptar a norma social.

Vamos pensar agora sobre a influência deste grupo de competências numa mesa de RPG. E usando algo confortável para todos nós jogadores, pensem num personagem, o Alan. Um adolescente de 16 anos que passou a integrar uma mesa de Chaves da Torre. Durante o processo de criação do personagem e ambientação, Alan deverá ser claro no que ele deseja quanto a seu próprio personagem. Além disso, ele precisa debater com seus outros parceiros de mesa para que montem um grupo coeso, ele precisa escutar ativamente cada um. Temas sensíveis para algum dos participantes será vetado e cabe a Alan entender de forma empática o por que, se colocar no local do outro e acatar. E esses pontos acontecem antes de começarmos o jogo em si. Durante a aventura o personagem irá se deparar com situações diversas, colocando até mesmo a própria moralidade em questão. Aqui Alan precisa abrir mão do desejo de fazer apenas o que ele quer e trabalhar em equipe para que uma boa história seja contada e todos se divirtam. Precisa saber se colocar e falar como se sente para que os outros consigam interagir com ele. Ser claro em suas ações para que o narrador saiba qual a intenção do personagem e o que ele quer fazer. E assim por diante. A premissa básica do RPG de desafiar-se abre uma série de possibilidades. Ele terá contato com NPCs que pensam e são completamente diferentes, como ele irá lidar com isso? Quais sentimentos irão surgir numa cena mais tensa de terror pessoal? Como ficará quando precisar fazer escolhas difíceis? As Competências Sociais são importantes para a manutenção da saúde mental e bem-estar emocional, podendo ser aprendidas e aprimoradas ao longo do tempo. O RPG aqui entra como uma ferramenta que possibilita uma continuidade e prática constante num ambiente controlado onde o Alan se sentirá confortável em errar e tentar novamente. Tornando-se assim, além de um bom jogador, um sujeito mais consciente de si e dos outros.


Texto de Carlos Alberto de C. F. Rodrigues, Psicólogo (CRP16/3101)

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page